Gente Feliz com Menos

23.6.13

Hoje saiu uma notícia sobre minimalismo no Notícia Magazine aqui. Escusado será dizer que fiquei contentíssima por ver a Rita (como seria de esperar!) e ainda mais algumas autoras de blogs minimalistas que eu costumo ir acompanhando.

Nos últimos tempos a minha caminhada pelo minimalismo tem sido mais pessoal e emocional do que física. Ainda tenho "trabalho" a fazer com a casa, mas entre decisões, (des)oportunidades e (des)ilusões, acredito sem dúvida que o caminho mais exigente é o pessoal. E torna-se mais difícil ainda escrever sobre isso sem deixar de me sentir um pouco "exposta"!

Algo que me tocou profundamente ao longo da notícia foi ler que estas bloguistas tinham o apoio da família, maridos, amigos... Sei que sem esse apoio conseguimos também. E pensando pelo lado positivo, é preferível não ter apoio do que ter alguém a desapoiar! Mas sem dúvida eu teria muito mais dificuldade em trabalhar este meu lado pessoal se não fosse o apoio dos blogues que eu sigo...

Aqui fica a ideia então...
Para quando um encontro de minimalistas em Portugal? 
Ou de aspirantes à vida simples? ;)


You Might Also Like

4 comments

  1. Ser minimalista e viver com um consumista e acumulador, não é tarefa fácil, acredite. Aprendi a aceitar as diferenças, mas adoraria ter mais apoio. Aqui em casa é cada um na sua! Eu economizo,ele gasta,eu faço doações diárias,ele faz compras diárias...rs... Mas como vc disse, melhr assim do que alguém a me desapoiar! A escolha de ser minimalista é minha, e os outros da familia não tem que modificar seus estilos por minha causa, não é?

    Vamos levando!

    Bj





    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem dificil sentir apoio quando tudo o que fazemos parece não durar. Nos interrogamos se vale a pena, sobretudo quando vivemos em função dos outros. Claro que vale a pena, este é dos poucos mimos que podemos dar a nós mesmos: descobrirmos o que somos, gostamos e nos faz bem. Boa sorte!

      Eliminar
  2. Nunca tinha ouvido o termo minimalismo, usado para descrever um novo modo de vida e achei bem interessante.
    Beijos

    ResponderEliminar