Entrando no 3º mês do ano

28.2.15

Mudei-me pela 4ª vez este ano.
Não é tão difícil quanto parece. Tudo o que tenho cabe em duas malas de viagem. Um saco extra para colocar a comida. E a mala do portátil.

Em Portugal deixei com um familiar uma caixa de arrumação com alguns documentos importantes, uns vestidos e creio que um par de botas (já nem lembro ao certo!). Sinceramente, é como se não existisse. Não me lembro da caixa, nem sinto falta. Sempre achamos que tudo faz falta, ou que tudo é importante. Chego à conclusão que estamos errados 95% das vezes. No mínimo.

Permitir viver o que a natureza nos dá é raro. Às vezes estamos "cheios" com demasiadas coisas e não temos espaço ou tempo para os pequenos detalhes. Mudar de apartamento quatro vezes em dois meses (tendo tido um total de 6 diferentes residências em apenas 3 meses) trouxe mais detalhes e uma atenção especial para cada vivência.

Canadá

A Primavera é um daqueles detalhes. Só a festejamos no dia 21 deste mês, mas com um pouco de "mindfulness", ela chega bem mais cedo. Há uma semana atrás apareciam os primeiros sinais. Hoje as ruas de Vancouver estavam cheias de magia com árvores de flores que nunca vi.

Um esquilo trepou a árvore por onde passava e ficou olhando para mim...

Há uns dias atrás encontrei ainda um esquilo no meu caminho. Não sei se a atenção que estava dando para as árvores me atraíram para ele ou se ele me atraiu para as árvores. Mas ficamos ali, um ao lado do outro. Algo tão usual para alguns e tão raro para outros! 

You Might Also Like

1 comments

  1. É isto que a simplificação da vida nos dá...Liberdade! E tempo de apreciar o que o mundo tem para nos dar :)
    Beijinhos Fátima

    ResponderEliminar