Como começar o seu negócio!

19.10.15


Viver o essencial na nossa vida é indispensável. Porém, nem sempre isso se verifica na vida profissional. Normalmente destralhamos mais a nossa vida pessoal, casa e relações, mas nem sempre fazemos o mesmo com a nossa profissão.

Tenho encontrado muitas pessoas com o sonho de começar o seu próprio negócio. Muitas sabem exatamente o que querem: personal organizer, web designer, músico, venda de pão de queijo, brigadeiro, bijuteria ou outras artes. Nalguns casos a sorte dá um empurrão, mas ter um plano organizado é algo que você deverá mesmo esmiuçar. Por outras palavras, temos muito no que pensar mas a pergunta inicial seria: se você hoje iniciasse o seu próprio negócio, por onde começaria? Qual seria o seu plano?

Considere primeiramente aquilo que gosta mesmo de fazer e para o qual está apto, identifique o seu próprio perfil profissional e o diferencial que o torna comercialmente competitivo, e idealize o seu projecto estando preparado para o mesmo. Segue o mapa de um plano que o pode ajudar:


1. Estudo do Mercado

Estude o seu público alvo e concorrência. Não se limite a pesquisas de internet. Faça inquéritos, teste o produto (se for o caso) ou experimente vender algumas amostras. Aproveite também para estudar o nome pretendido para a sua empresa: será que este nome já está muito repetido na internet? Será pouco criativo? O domínio online já está ocupado?

2. Plano de Negócios

Realize um dossier com todos os dados e estudos sobre o negócio, respetivos investimentos, materiais, fornecimentos, estratégias, objetivos e missões. Este plano será indispensável sobretudo para cativar potenciais investidores, bancários e outras entidades interessadas. Para melhor visualização, verifique este ficheiro bastante prático!

3. Registe o Nome

É muito importante ter a aprovação do nome que escolheu. Aproveite para idealizar o logotipo, as cores ou tipo de letra da marca, ou um slogan/mensagem curta.

4. Registe a sua Empresa

Decida que tipo de empresa pretende registar. Se optar por ter um sócio, reflita muito bem sobre a complementaridade entre ambos. Obtenha também as licenças necessárias bem como seguros. 

5. Considerações pré-lançamento

Decida o "local" da sua empresa (seja online ou físico), contrate funcionários se for o caso, desenvolva as políticas de relação comercial, incluindo métodos de pagamento, etc. Implemente o seu plano de marketing e distribuição e aproveite ainda para afirmar a sua presença na mídia social.

6. Lançamento oficial

Prepare um evento de lançamento com boa publicidade nas redes sociais, apoiantes/patrocinadores e aproveite esse momento também para networking! Apesar de estar iniciando, orgulhe-se de tudo o que já fez até agora! 


Ter o seu próprio negócio permite-lhe investir em si mesmo e naquilo que você gosta realmente. Também lhe oferece a possibilidade de agendar a sua vida de acordo com as suas prioridades. 
Reflita também sobre cada aspecto anteriormente mencionado, pois também poderão existir pontos negativos (como em tudo na vida). Você será o responsável pelo seu negócio, portando consigo os riscos e as preocupações que disso advier e, por vezes, vivendo-as mais intensamente.

Eu estou vivendo este momento. Para já, tenho a sensação de estar trabalhando bastante mais, mas chegando ao fim do dia com mais realização e menos cansaço mental. 
Felizmente tenho tido conhecimento de iniciativas profissionais por parte de colegas e amigos e, estou torcendo pelo sucesso nos seus novos negócios, que vão desde inauguração de novo instituto de estudos, a serviços diferenciados como personal organizers ou ainda encomendas para artes decorativas.

E você? Sente-se preparado para investir no seu próprio negócio? 
Partilhe connosco a sua experiência!

You Might Also Like

1 comments

  1. Olá Fátima, escrevi sobre a minha experiência com o minimalismo e te faço o convite para nos falar sobre sua vivência também. Beijos http://nadadecompras.blogspot.com.br/2015/10/como-eu-me-tornei-minimalista.html

    ResponderEliminar